Europa do futebol contra ideia da FIFA

 :: Varios :: Noticias :: Futebol

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

default Europa do futebol contra ideia da FIFA

Mensagem  lucho8 em Sab 6 Out 2007 - 16:14

Europa do futebol contra ideia da FIFA em limitar de estrangeiros por equipa

A ideia de Sepp Blatter criar uma lei que limite o número de jogadores estrangeiros por equipa parece cair por terra à nascença. O presidente da FIFA quer que em 2010 esteja implementada uma regra de apenas cinco jogadores estrangeiros por cada onze inicial.

No entanto, as vozes discordantes têm sido muitas. O G14, que reúne dezoito dos maiores clubes europeus, entre eles Milan, Man. United e Real Madrid, já se manifestou contra. Agora foi a vez da liga inglesa e do próprio Platini seguirem o exemplo.

O presidente da UEFA diz, em declarações à agência Reuters, compreender a ideia de Blatter, mas acrescenta que a mesma é impossível devido às leis de livre-trânsito de trabalhadores da União Europeia. «A filosofia é boa, mas para mim não é possível de colocar em prática», disse.

Platini lembra, de resto, que já existe uma regra que obriga os clubes participantes nas competições europeias a ter oito jogadores formados localmente inscritos na UEFA. «Temos que proteger o futebol jovem, as academias e conseguir acordos com a família do futebol para que não fiquemos à mercê das decisões da Comissão Europeia ou da Justiça», referiu. Mas restringir o número de estrangeiros, acrescenta, é impossível.

Liga inglesa diz que é preferível ter jovens estrangeiros de qualidade a jovens nacionais sem qualidade

Uma opinião basicamente igual à da Liga inglesa. O organismo que dirige o futebol inglês considera que os clubes já estão a fazer o que podem ao investir nas academias de formação e no desenvolvimento do futebol jovem.

«É preferível ter jovens de qualidade que cheguem de país estrangeiros do que sermos forçados a jogar com jovens sem qualidade para entrar na liga inglesa ou na equipa nacional», disse o porta-voz Dan Johnson.

Arsène Wenger lembra que o princípio é ter boas equipas e não proteger os jogadores nacionais

Uma opinião que é corroborada por Arsène Wenger. «O princípio que deve reger um clube é ter uma equipa que seja a melhor possível, não é proteger a equipa nacional do país. Se puder combinar os dois, melhor, se não puder, paciência», diz o treinador do Arsenal.

«Acham que eu sou louco ao ponto de deixar de fora jogadores de classe mundial só porque eles são ingleses? Sou o primeiro a ficar contente se tivermos um jovem inglês de qualidade, porque sei que ficará muito tempo no Arsenal, ao contrário de por exemplo o Fabregas que é muito pretendido por Real Madrid e Barcelona. Mas isso nem sempre é possível».



in maisfutebol
avatar
lucho8
Moderador
Moderador

Masculino
Número de Mensagens : 60
Idade : 26
Localização : Barcelos
Emprego/lazer : Estudante
Data de inscrição : 01/10/2007

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 :: Varios :: Noticias :: Futebol

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum